Quem diria

Quem diria
que um simples sorriso
meio encabulado, meio timido
pudesse me consertar
me fazer acreditar
que fosse possível novamente amar
e mesmo um eximio pecador
um anjo tocar?

Quem diria
que um passeio de mãos dadas
pudesse juntar o que eu chamava de migalhas
e descobrir que dentro do meu peito
bate forte um coração, cheio de vontades e um forte desejo
de ser só teu, teu, somente teu, num forte anseio
de poder saber que o teu coração tambem pode ser meu

Quem diria
que algumas lágrimas lavariam nossos rostos
em dias cinzas de tristes lembranças
mas trazendo a oportunidade de escrevermos novas memorias
uma nova chance para nossa história
para juntos lavarmos nossos rostos
emocianados por que juntos
mais um dia acordamos abraçados

Quem diria
que alguem que havia desistido de pensar na vida
lá pelos dezoito ou dezenove
agora pensa em que cor será nossa cozinha
ou como farei para não chorar ao te ver, cada dia mais linda
um dia, quem sabe, vestida de noiva
aceitando ser pra sempre, minha…

Quem diria
depois de mais de cem poemas
agora mesmo, apenas lembrando do teu belo rosto
do teu colo, do teu abraço, do teu afago
ainda me pego com os olhos molhados
como tu diria, “suados”

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s